QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 23 de Novembro de 2017
notícias
 Saúde
     
Diabetes atinge 184 mil adultos e crianças em MT,700 morreram em 04 anos

 Keka Werneck, repórter do GD


 

Quando o médico confirmou à Andreia Kruger, de Cuiabá, que o filho dela, de 2 anos e meio, o Davi, é diabético, o "chão se abriu". Hoje aos 7 anos, o menino é exemplo de que, com apoio da famílias, amigos e da sociedade, dá para controlar a doença, lembrada mundialmente em 14 de novembro - Dia Mundial do Diabetes - próxima terça-feira(14).A data, criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é importante porque a diabetes, se ignorada, mata, sequela e prejudica a qualidade de vida.Só em Mato Grosso, de 2005 a 2009, 693 pessoas foram vítimas fatais.Vivem com a doença no Estado 184 mil homens e mulheres de todas as idades, inclusive crianças, como Davi.David tem a diabetes tipo I, a mais severa. Ele é insulinodependente. Tem que aplicar, 3 vezes ao dia, no caso dele, injeções do hormônio, que, em situação de normalidade, é produzido pelo pâncreas.

Sintomas apresentados por Davi e que fizeram a mãe dele levá-lo ao médico foram cansaço, sede insistente e incontinência urinária. O diagnóstico não foi imediato o que expõe uma das dificuldades no controle da diabetes, que é confirmá-la o quantos antes. "Se tivesse sido feito, evitaria que meu filho entrasse em pré-coma", lamenta.Hoje, David tem boa saúde, mas respeita regras. "Todos ajudam, em casa, na família, na escola, quando tem festinha, buscam um bolinho diet para ele", comenta Andreia, que não sabia nada sobre a doença, mas estudou e se envolveu, se engajando inclusive na luta em defesa dos diabéticos em Mato Grosso.Segundo ela, faltam medicamentos e insulina na saúde pública, sendo assim pacientes em situação finacneira precária ficam desasistidos. "Este ano ficamos 5 meses sem insulina na farmácia de alto custo".

O problema segundo ela vem se arrastando ano a ano.

"É muito triste ver crianças e adultos também com sequelas de diabetes, como cegueira, amputações , infeções e falência renal, spo não tomar os medicmaneots não fazer a dieta", lamenta Andréia.

A doença

A médica endocrinologista Denise Denise Dotta Abech explica que existem 2 tipos de diabetes, tipo 1 e tipo 2, e que o mais frequente é o 2.A maioria dos casos acontece na fase adulta e está relacionado à obesidade abdominal e ao sedentarismo.O diabetes é uma doença que se caracteriza por elevadas taxas de glicose no sangue e se não estiverem controladas podem ocorrer graves complicações.Como a diabetes afeta a vida das pessoas

Apoio

Portadores de diabetes de Mato Grosso ganham um aliado na luta durante o tratamento da doença a partir da próxima segunda-feira (13). A primeira Associação Mato-grossense de Atenção ao Diabético (AMAD) foi criada com o desafio de minimizar o sofrimento das pessoas que convivem com o diabetes e com a falta de apoio do Estado.Andréia, mãe de David, é a presidente da AMAD. "Quando a gente descobriu (a doença do menino), nos sentimos totalmente desamparados e fomos para São Paulo e Curitiba em busca de tratamento", conta.A associação fará o levantamento quantitativo de diabéticos em Mato Grosso e vai oferecer orientações jurídicas e de saúde, gratuitamente.Quer garantir a aplicação da lei federal nº 11.347 que garante o direito ao tratamento."A gente chega para ser o grito de vida dessas pessoas", afirma a presidente. Segundo ela, o Estado não oferece suporte necessário no tratamento da doença, que não tem cura. "Eles estão praticamente abandonados, mas eu posso dizer que a partir de agora eles já não estão abandonados, porque a AMAD chega para unir forças e mostrar que não estamos sozinhos".(Com informações da AMAD)




Fonte: Gazeta Digital
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Saúde
16/10/2016
14/10/2016
05/10/2016
29/09/2016
28/09/2016
27/09/2016
23/09/2016
21/09/2016
12/09/2016
 menos   2   3   4   5   6   7   8   mais 
Artigos
Enquete

Início   -   Eventos   -   Vídeos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conheça Juara
© 2017 - Juara Net